sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Marketing Digital - Entenda como o Google Analytics pode ajudar

Medir as estatísticas do seu site é algo fundamental para seu gerenciamento e planejamento. Assim, você não perde informações importantes para aumentar seu alcance e repercussão.
Google Analytics é uma ferramenta que monitora todos os índices relacionados ao tráfego do seu site ou blog, rastreando a interação dos visitantes.  Ele é capaz de detectar dados geográficos, demográficos e estatísticas, como o número de visitas, origem dessas visitas (Google, redes sociais, e-mail etc.), região que mais acessa, quais páginas são mais acessadas dentro do site etc. Todos esses relatórios e gráficos servem para monitorar seu site e oferecer insights importantes sobre seu conteúdo, sobre sua estrutura de site, e sobre as fontes que geram visitas.
Quando um usuário chega a seu site, através do Google Analytics serão coletadas algumas informações que possibilitarão a criação de metas de crescimento e estratégias de divulgação nos canais corretos. Separamos quatro relatórios essenciais do Google Analytics que lhe ajudarão na hora de gerenciar seu site ou blog:
1)      Público Alvo: nesse relatório você terá acesso ao número de usuários (novos ou que estão retornando), número de sessões (Por padrão, uma sessão do Google Anaytics dura no máximo 30 minutos ou o tempo que o usuário ficar ativo no site), número de visualizações de página, taxa de rejeição e tempo de permanência.
2)      Aquisição: esse relatório irá lhe mostrar a origem dos usuários. Você terá acesso aos canais de tráfego (um visitante poder chegar ao seu site através de alguns canais, como por exemplo: e-mail, mídias sociais, mecanismos de busca etc.), palavras que mais geram tráfego e páginas mais acessadas.
3)      Comportamento: esse relatório irá lhe mostrar tudo sobre o conteúdo do seu site ou blog. Podendo descobrir o desempenho de cada um de seus artigos. Você terá acesso às páginas de destino (as que mais trazem visitantes), páginas de saída (por onde o usuário deixa seu site), tempo de carregamento da página e quais são os termos mais procurados na pesquisa interna do seu site.
4)      Conversões: nesse você consegue configurar as metas que deseja alcançar com seu site. Parte muito importante para entender se você está adotando a estratégia certa. Com as metas estabelecidas, você consegue descobrir não só quantas seu site no geral está conseguindo alcançar, como também cada uma de suas páginas. Também é possível entender a jornada do usuário até completar a Conversão que você escolheu como meta.
Fontes:




sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Design de Interiores: A imagem da sua clínica começa na sua recepção

A decoração escolhida para a clínica, consultório ou laboratório afeta a relação do médico-paciente, dentista-paciente, enfim, do profissional–paciente.  Estar em um ambiente devidamente decorado faz toda a diferença antes, durante e depois da consulta.
A recepção de uma clínica é como se fosse o cartão de visitas do médico, é o que vai passar a primeira impressão para quem entrar no ambiente e deve ser aonde começa o bem-estar do paciente. Uma extraordinária consulta pode ser esquecida caso o paciente seja tratado com descaso na hora que chega ao consultório ou não se sinta bem no ambiente. A recepção deve ser um local convidativo e reconfortante, além de cumprir as normas de segurança e higiene.
O uso correto das cores, por exemplo, é muito importante. O uso de cores quentes e fortes pode deixar os pacientes ainda mais agitados. Sendo assim, cores pasteis são boas opções, pois tons claros acalmam e combinam muito bem. Além disso, é importante que a recepção seja bem planejada para que os valores de confiança, organização e credibilidade sejam transmitidos aos pacientes. Afinal, a forma com que as pessoas são recebidas diz muito sobre a postura da clínica diante dos pacientes, parceiros e colaboradores. 

O que não pode faltar na recepção da sua clínica:

·         Ambiente agradável
Uma boa recepção não é feita exclusivamente de profissionais, o ambiente também pode mudar todo o humor do seu paciente. Manter uma recepção arejada, limpa e com algum objeto para distração enquanto ele espera para ser atendido
·         Posicionamento
Optar pelas cores certas e por um local organizado pode mudar completamente a visão do seu paciente em relação às necessidades e a confiança que você acabará gerando.




sexta-feira, 5 de agosto de 2016

A importância de uma boa identidade visual na área da saúde

A comunicação visual é o primeiro contato entre o médico e paciente. Mas, qual a percepção dos profissionais que atuam na área da saúde sobre a importância da identidade visual para o sucesso da clínica ou do consultório?

Identidade Visual é o conjunto da marca e todas suas aplicações, estando relacionada com os termos: imagens, tipografias, logos, sinalizações etc., que refletem a missão, visão e valores de uma empresa ou profissional. Por sua importância, deve ter um objetivo e um propósito, não deve ser construída ao acaso.

Na área da saúde, é essencial considerar o campo de atuação da empresa ou negócio (clínica, consultório, laboratório etc) para a criação e aplicação de uma identidade visual adequada. Por isso, o processo de construção visual deve ser realizado por profissionais qualificados (designers e programadores visuais), que entendam as necessidades, especificidades, desejos dos clientes e, principalmente, conheçam bem o mercado. Assim, os atuantes na área saúde têm a chance de se diferenciar entre os concorrentes e conquistar um número maior de pacientes.
Podemos citar como exemplo, a importância da escolha das cores certas no trabalho de criação da Identidade Visual. Pois, apresentam muito mais que uma questão estética, elas possuem a função de comunicar valores, influenciando no comportamento e decisão de escolha das pessoas, assim. Utilizada sozinha ou combinada, a cor influencia no relacionamento entre a clínica e o paciente. É necessário que ela esteja de acordo com a área de atuação, se diferencie da concorrência, se adéqüe ao público-alvo, possibilitando um conjunto de cores que atraia a atenção das pessoas.
Site, redes sociais, assinatura do e-mail, cartão de visitas, papelaria, brindes, sala de espera, sinalizações internas e externas, decoração etc., tudo deve seguir a Identidade Visual. Ela reflete a reputação, o grau de simpatia da clínica e é decisiva para a área financeira, também por isso merece atenção especial. Essa é uma importante etapa na consolidação da clínica e na divulgação do seu trabalho e deve transmitir profissionalismo e comprometimento para seu paciente.



segunda-feira, 25 de julho de 2016

O Marketing Odontológico e sua importância

O mundo globalizado é competitivo e com complexas relações de consumo. Nesse contexto, agravado pela atual crise, as empresas e profissionais de saúde estão tendo que se adaptar para não perderem seus clientes. Na área odontológica não é diferente.

O Marketing Odontológico aparece como ferramenta fundamental para o dentista que necessita de um diferencial para se manter positivamente no mercado. O trabalho de marketing, realizado de forma organizada e estruturada, propicia a otimização de resultados; atração, conquista e manutenção de clientes e a divulgação da imagem do profissional.

Um consultor especializado em Marketing Odontológico analisa os possíveis problemas a serem enfrentados no processo de atrair e manter seus clientes. A partir dessa analise, propõe ações de acordo com o orçamento desejado e acompanha os resultados. O processo começa com uma avaliação da situação global do consultório ou clínica dentária, partindo para a definição de objetivos e elaboração de estratégias capazes de gerar resultados a curto, médio e longo prazo.

O trabalho é todo fundamentado de acordo com o objetivo de cada profissional. Como o lançamento de uma nova clínica, ampliação da carteira de clientes, divulgação dos serviços oferecidos etc. O plano de marketing deve se basear nisso e ser montado de acordo com a análise individual de cada cliente.

Ao aplicar as estratégias do marketing digital no mercado da saúde devemos entender a nuance que cerca esse mercado. Edificar a imagem ou aumentar o fluxo de negócios de um profissional ou empresa de saúde requer estratégias diferentes daquelas utilizadas nas vendas da grande maioria de produtos e serviços. Promover um consultório ou clínica é diferente de promover um celular ou uma marca de roupa. A sutiliza das mensagens, a escolha criteriosa dos meios e os cuidados com os aspectos éticos são apenas alguns desses cuidados.
Norivaldo Carneiro, consultor na área de marketing médico pela
MarketMed Consultoria

sexta-feira, 8 de julho de 2016

Quando a decoração torna-se um fator estratégico para clínicas e consultórios?


       Como aqueles que atuam na área da saúde, principalmente médicos e dentistas, normalmente "nunca tem tempo pra nada", raramente pensam em fazer reformas ou melhorias no ambiente do seu consultório ou clínica. 

       As desculpas são muitas: a agenda está cheia, o consultório não pode ficar fechado, vai gastar muito, não tem tempo e nem paciência para cuidar disso etc. Motivos mil para adiar algo que é extremamente importante e estratégico para o seu negócio: a ambientação adequada do espaço para atender as expectativas dos seus clientes. Algo que influencia diretamente na percepção deles. 
 Para resolver essa questão, vale lembrar que há várias soluções que não comprometem sua rotina. Transformações básicas, como troca de revestimentos, pinturas ou serviços de marcenarias, são possíveis de serem feitas em apenas um final de semana.  Até mesmo a reforma de um banheiro!  Soluções práticas que demandam pouco tempo e dinheiro.  E pouca sujeira!  O resultado costuma ser surpreendente. Ações de "maquiagem do ambiente", feitas por alguém da área de design de interiores, costumam fazer uma grande diferença e são imediatamente percebidas pelos pacientes.  A valorização de um serviço através de fatores tangíveis
- estratégia de marketing amplamente utilizada por quem trabalha com a área de serviços.

      Estar em um ambiente agradável, limpo, confortável e funcional reflete diretamente no comportamento das pessoas. Elas se sentem mais valorizadas e passam a dar mais valor ao profissional e aos serviços oferecidos ali. O paciente, em especial, tem o stress da espera reduzido. É a imagem do médico ou dentista sendo refletida pelo ambiente.


Suzi Pires
Designer de Interiores - 
Especialista em ambientes de saúde

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Por que usar Design Responsivo em seu site?


Apesar de não ser novidade, o tema tem chamado bastante atenção. Principalmente pelo crescimento do mercado de dispositivos móveis (laptops, tablets, netbooks, celulares etc.). Porém, antes de entendermos sua importância, você sabe o que é design responsivo?
Com o crescimento da variedade de dispositivos onde os websites são visualizados, seria enlouquecedor desenhar múltiplas versões de um mesmo site que suprissem cada uma dessas variações de tamanho de tela e cada uma das resoluções de tela disponíveis no mercado. O design responsivo é a solução técnica para essa questão. Ele é responsável por programar um site de forma que os elementos que o compõem se adaptem automaticamente à largura de tela do dispositivo no qual ele está sendo visualizado.

Por que você precisa ter um site responsivo?

De acordo com o relatório Digital, Social e Mobile 2015, da agência de marketing social We Are Social, 39% da população total brasileira já tem acesso à internet via celular e outros dispositivos móveis. A pesquisa apresenta a tendência de aumento de 109% no número de pageviews via dispositivos móveis, e uma queda de 12% dos pageviews via desktops. Segundo o Google Think Insights, se um usuário acessar sua página via dispositivo móvel e não encontrar o que procura, há 61% de chances de ele desistir e partir para outro site. Em contrapartida, se ele fica satisfeito com o seu site, com uma experiência positiva, as chances de ele converter em seu produto ou serviço são de 67%.

Principais vantagens:

1)                 Melhora da experiência do usuário;
2)                 Aumento do crescimento do acesso via mobile;
3)                 Aumento da velocidade da página;
4)                 Diminuição da taxa de rejeição;
5)                 Aumento do número de compartilhamentos nas mídias sociais;
6)                 Aumento de pacientes/clientes;
7)                 Preparo para dispositivos futuros.


FONTES:

sexta-feira, 24 de junho de 2016

Entenda as etapas do processo de decisão do seu paciente

Todos pacientes passam por um processo com diferentes estágios psicológicos até chegar a sua decisão. Exceto em casos de emergência, carência ou falta de opções. Caso seu interesse seja se destacar em sua especialidade é muito importante entender esses estágios. Assim, poderá traçar melhor suas metas e o planejamento de suas ações.
1º Etapa - Reconhecimento do problema: momento em que o paciente percebe a necessidade de buscar um especialista, como no caso da diabete.

2º Etapa - Busca de informações: A pessoa irá buscar informações, normalmente online, sobre a especialidade, tratamentos, inovações, recomendações etc.

3º Etapa – Avaliação das alternativas: A pessoa já terá conhecimento sobre o que precisa e informações sobre a área. Agora, precisará encontrar um especialista ou local que se adequem à sua necessidade, no caso do exemplo, um endócrino. Nesse momento é importante o especialista estar “disponível para ser encontrado”. Através da presença nas principais redes sociais, possuir um site amigável, inteligente e funcional, atrelado à otimização de buscas.

4º Etapa – Decisão: O momento que, depois de conhecer, buscar e encontrar seu especialista, a pessoa irá agendar um encontro para consulta, procedimento ou cirurgia e se tornar, enfim, um paciente.


5º Etapa – Consumo e avaliação: O paciente será atendido pelo médico e irá se questionar sobre isso. Se a consulta foi satisfatória? Resolveu-se seu problema? Se indicaria para um amigo ou familiar?